.A Princesa

Lilypie Kids Birthday tickers

.O Principe

Lilypie Third Birthday tickers
Sábado, 4 de Fevereiro de 2017

Rebeca Eva-Maria

 

rebeca.jpg

 

 

A Rebeca chegou hoje cá a casa. Uma linda gatinha e muito meiguinha para as delicias dos miúdos e graúdos, claro está!

Estou muito feliz e espero que a nossa relação de amor cresça a cada dia que passe!

A nossa família está mais rica!


publicado por Pó de Arroz às 21:30

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2017

Aceitar... e Depois?

Nesta jornada tenho aprendido muito. E depois de me redescobrir, muita coisa passou a fazer sentido!

 

Depois de aceitar os factos, (da mudança de trabalho), havia que procurar soluções. Não podia mais continuar a fazer-me de vitima e coitadinha, era necessário arregaçar as mangas. Minimizar a situação com os miúdos e procurar novos horizontes que me permitissem voltar para mais perto de casa.

E depois disto bem resolvido na minha cabeça (levou sete longos meses)... a oportunidade surgiu... voltei para o local de onde saí... agora com novas condições e desafios...

 

Mas isso fica para amanha!

 

Com amor!

 

 


publicado por Pó de Arroz às 18:02

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2017

1 ano

Faz hoje precisamente um ano que o Universo me colocou na derradeira prova. Privar-me daquilo que mais estimo. Os meus FILHOS!

Com a mudança de local de trabalho, deixei de os conseguir acompanhar e dar apoio... fiquei completamente perdida e sem chão...

E aqui, fiquei colocada entre a espada e a parede! Eles são o meu bem mais precioso e a as minhas musas inspiradoras para acordar todos os dias com vontade de ser uma pessoa melhor!

O Universo tem sido persistente e firme na demonstração daquilo que pretende para mim.

A parte mais complicada foi precisamente essa... aceitar que as coisas são como são e não como eu penso que devem ser. Tudo tem um propósito e estamos exactamente onde devemos estar. Depois ao final de cada dia, precisamos analisar aquilo que aprendemos e processar essa informação, para ver se estarmos no caminho certo.

Ainda sou um bebé neste mundo. Mas uma coisa é certa, o objectivo final está definido!

E o melhor de tudo, voltei a encontrar-me!

Com Amor!

 

 

 

 

 


publicado por Pó de Arroz às 16:05

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito (1)
|

Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2016

2016 a chegar ao fim

Este foi um ano intenso. Tão intenso que sinto que que passou a correr. A nível exterior e material não se vê nenhuma mudança. Mas a nível interior foi e está a ser uma jornada incrível. Cheia de altos e baixos. Caí e levantei-me vezes sem fim. Momentos em que muitas vezes só me apeteceu desistir. Mas continuei sempre em frente, apesar de me sentir à deriva. 

Hoje olho para trás com gratidão. Nada é como eu pensei ou imaginei. Mas não importa! É como tem de ser e pronto. É assim simples de compreender e aceitar. 

Hoje o meu objectivo é bem diferente do que aquele que eu pensava que queria. Hoje só quero irradiar Amor, Paz e Luz. Tudo o resto virá quando tiver e se tiver de ser.

 

Com Amor! 

tags:

publicado por Pó de Arroz às 09:42

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito (1)
|

Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2016

Sinto-me cansada...

que estou no meio do caos... por vezes há dias em que me sinto completamente perdida... sem rumo... onde tudo corre ao contrário do que supostamente deveria ser... e sinto-me sem forças nem vontade para lutar...

 

Só me resta fechar os olhos e respirar.... 

 

tags:

publicado por Pó de Arroz às 13:41

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Novembro de 2016

A saga da organização

Não sou propriamente o caos em pessoa mas também não sou nenhuma expert do assunto.

Vou dando conta do serviço... uns dias melhor outros dias pior...

No entanto, sei que os meus filhos mais cedo ou mais tarde vão deixar de ser tão dependentes de mim... e sinto que estou a deixar passar este momento em que eles são pequeninos e não estou a aproveitar como devia.

Passo demasiado tempo com tanta coisa em mente e tanta preocupação que chego ao fim do dia feita num oito.

Por causa disso, já me esqueci que existia e que também preciso cuidar de mim e de ser mimada... e ia dando mau resultado... fiquei a beira do abismo...

 

Mas com tanta exigência, à minha volta e à volta dos miúdos que me sinto esmagada. Este não é o rumo que eu quero seguir...

E confesso que precisava que a minha vida desse uma cambalhota... ou deixar de trabalhar ou arranjar alguém que cuide das minhas tarefas domésticas. Neste momento, não tenho hipótese nem de uma coisa nem de outra... mas sonhar não custa...

 

Portanto resta-me puxar pela cabeça e tentar ser criativa para simplificar o dia... o ideal seria deixar de comer, vestir roupas e não ter nada dentro de casa...  assim tudo seria mais simples...

 

Este post da Família em Movimento, retrata bem o dia-a-dia da maioria das famílias e não tenho a menor dúvida que se pudesse, ficava em casa e me dedicava por completo à minha família...

 

Com Amor

 

 

 


publicado por Pó de Arroz às 14:19

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 23 de Novembro de 2016

O medo

Depois de ler este post da vó madalena, identifiquei-me e muito!

Já há muito tempo que tenho vindo a trabalhar internamente a superação destes medos.

Eles surgem de muitas e das mais variadas maneiras. Por vezes bem explícitos, por vezes dissimulados.

Mas uma coisa eu sei. Por causa deles deixei de ser eu! Deixei de sentir! Deixei de viver! Deixei de ser livre!

Acabei por deixar-me arrastar e acabei envolvida em situações que nunca sonhei que podiam acontecer.

Quando dei por mim, passava a maioria do dia a fingir, a fugir e a agir de acordo com aquilo que os outros pensam e acham que devo fazer.

Deixei-me condicionar. Deixei que os medos me afectassem e comandassem as minhas vontades.

Libertar-me destas amarras, não é fácil. Aceitar os desafios, não é fácil. Seguir em frente, não é fácil.

O medo está de tal maneira enraizado no nosso dia-a-dia que nos acostumamos a ele. Por vezes, identifica-lo, enfrenta-lo e supera-lo, assusta e muito. Porque no lugar do medo vai ficar o vazio. Mas só temos de entender que tudo é uma questão de tempo. Pois se deixarmos, o Amor vai ocupar esse lugar.

 

E depois sim, tudo vai começar a fazer mais sentido!

 

 

 

 

 

 


publicado por Pó de Arroz às 11:47

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 14 de Novembro de 2016

Estou muito grata

Por este mundo imenso e pela internet. 

A velocidade de troca de informação é estonteante... de um lado para o outro tudo rodopia incansavelmente... 

E se por um lado é bom, por outro é preciso ter cuidado para não nos deixarmos levar e nos perdermos.

É preciso parar, respirar e sentir o chão debaixo dos pés!

Já tive o meu tempo de viver a vida dos outros! Agora está na altura de viver a minha vida. De ser eu própria, de me aceitar e de me definir. De arregaçar as mangas e ir à luta!

Mais uma vez, um post que acertou em cheio nas emoções do dia.

Grata Thaís! Grata por seres tu própria e partilhares com o mundo o teu amor! Hoje fez todo o sentido este post e se eu não sei o que quero como posso esperar que o Universo me entenda?


publicado por Pó de Arroz às 13:33

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 11 de Novembro de 2016

E é isto...

Engraçado como alguns textos, algumas mensagens, assim do nada te surgem à frente, para leres e ficares a pensar.

 

Aqui está o resumo do que está a acontecer à minha volta... tão simples quanto este post que "Dona Oncinha" escreveu...

Nunca tinha ouvido falar neste blog, nesta rapariga... mas estas palavras acertaram em cheio no que me vai na alma!

E por isso, preciso de as partilhar, para não me esquecer delas... como se fossem um cobertor que posso puxar para cima das pernas...para me confortarem no meio do frio deste Inverno...

 

 

publicado por Pó de Arroz às 13:06

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 21 de Outubro de 2016

Aceitar

É engraçado a história do controlar a vida… enquanto somos miúdos temos a ilusão de que quando crescermos nós vamos controlar a nossa vida!

E eu quando fui viver para a minha casa, vivi nessa ilusão durante muito tempo… e só acordei para a realidade quando a minha Princesa nasceu…

As coisas são como são, acontecem quando têm de acontecer… nós só temos de nos adaptar, agarrar no que se tem e tentar que tudo funcione na melhor maneira possível…

Levei muito tempo a aceitar esta realidade… e ainda tenho momentos de fraqueza em que vou abaixo… mas continuo a lutar para ver e aceitar o lado positivo da situação!

Continuo a acreditar que tudo acontece quando tem de acontecer… e nada acontece por acaso…

Aceitar que tudo é como tem de ser, não é fácil, mas é o primeiro passo!


publicado por Pó de Arroz às 15:06

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sempre achei o máximo estas caixinhas!

.pesquisar

 

.O que gosto!

.favorito

. Blogosfera: Um ano sem co...

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.TRND

http://nucleo.netlucro.com/mpromo/1021/11.gif

.Dentro da Caixinha

.Wook

http://www.wook.pt/product/facets/m/8066x5839/restricts/8066x5839x7376/facetcode/temas/restrictsinc/8066x5839x7376/facetcodeinc/temas
blogs SAPO