Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dois passos atrás

por Pó de Arroz, em 27.03.20

Por vezes é muito importante dar dois passos atrás. Não faz mal. Aproveitar. E foi o que ontem aconteceu. Tive de dar uns passos atrás e deixar sair o que estava a me sufocar. Tenho tentado demonstrar que está tudo bem e que sou super forte. Mas não faz mal sentir medo. Não temos de ser sempre fortes. Agora voltar a sacudir a poeira da roupa e seguir em frente! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje sou eu...

por Pó de Arroz, em 26.03.20

Para onde devo ir? Qual o caminho que devo escolher? Quando não se sentes ligado a nada o que deves fazer? Quando te se sentes excluído, o que deves sentir? O que podes fazer para ultrapassar este momento... Dizem que tudo o que te incomoda no exterior é o teu reflexo interior... Então sou eu que me excluo de mim própria... como consigo que seja tudo diferente... sinto-me presa... e não estou a conseguir elaborar um plano para me libertar. Já não sei quem sou... há muito tempo... e há muito tempo que finjo que está tudo bem... Mas não é verdade... sinto-me tão sozinha. Não me reconheço e o pior de tudo não me apetece lutar. Porque de alguma forma lutar não é o caminho. Ouvi várias vezes o conselho de deixar fluir. Mas eu não sei como é que isso se faz. Sinto a tanto tempo a minha suspensa... que estou com medo de não conseguir me voltar a encontrar. Escreve, escreve... são também outros conselhos que recebi. Mas escrevo sobre o que... já não quero escrever mais a queixar-me... quero sentir-me em paz e feliz. só isso... mas preciso urgentemente de me encontrar... sinto que não vou conseguir fingir que está tudo bem por muito mais tempo....quero sentir-me útil. quero sentir-me parte de alguma coisa. quero sentir que estou a contribuir por um mundo melhor. e isto não está a ser fácil. vejo tanta gente empreendedora, que vira as vidas do avesso e seguem os seus sonhos... mas eu nem sequer sei quais são os meus sonhos. está algo aqui dentro de mim que ainda não consegui desbloquear. e eu não sei por onde me virar... 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Isolados e Pré-Adolescentes

por Pó de Arroz, em 24.03.20

Hoje tenho todos os meus sentidos em alerta. A miúda agora só quer dormir. Começa a dar sinais de cansaço. Mas cansaço mental... dias iguais... trabalhos e mais trabalhos que chegam todos os dias por email... a pressão constante da nossa parte a dizer que tem de os fazer... 

Fui dar com ela deitada... ao escuro... sem querer falar com ninguém... suou a sirene de alarme... acho que tenho de abrandar nas exigências.... respirar e ter muita calma... vamos todos ficar bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Isolados e Isolamento

por Pó de Arroz, em 23.03.20

Aqui estou eu. Em casa. Em regime de teletrabalho. Algo que sempre quis. É certo que as razões que originaram esta situação nunca me passaram pela cabeça e que não é o ideal... Mas a verdade é que aqui estou. Como estou a trabalhar em casa, os dias passam rápido. Ainda por cima com os miúdos comigo em casa, sem atividades nem escola. É mesmo muito rápido... Para além de trabalhar, sou mãe a tempo inteiro, professora do sexto ano e educadora de infância. E para mim, o resultado está a ser muito positivo. Sinto uma Paz enorme dentro do meu coração. Se quiserem conversar, desabafar, podem enviar-me um email e eu responderei com muito amor. Aqui vai o meu email: po.de.arroz@sapo.pt

Beijinhos grandes

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh não, um vírus outra vez!

Ora então, vamos lá outra vez. Outro vírus, o pânico e a loucura instalada. As pessoas histéricas e cheias de medo. Conseguiram outra vez lançar o terror pelas ruas. Se estivermos mais atentos, percebemos que estamos a experienciar um padrão. Quando olhamos à volta vemos pessoas a tomarem decisões meio doidas e egocêntricas. O mais engraçado é que deixei de ver televisão com regularidade e apenas vou sabendo das coisas por terceiros. E a sensação que eu tenho é que sou apenas um espectador desta série. Li em tempos, o relato de uma experiência em que simularam a morte de um prisioneiro… não sei se foi verdade ou mentira, mas o homem acreditou de tal maneira que ia morrer que acabou mesmo por falecer… apesar de não lhe terem feito nada… Isto tudo, só para dizer que acredito que dentro da nossa cabeça está o segredo para a resolução de muitos dos problemas. Mas conseguir perceber o que está dentro dela é que é mais complicado e aí reside o verdadeiro desafio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Resultados Instantâneos

por Pó de Arroz, em 05.03.20

Dou por mim sempre à espera de resultados, instantâneos... tipo o pudim.

E assim perco o processo do fazer.

Percebo é que é por isso  que perdi todas as minhas direcções e vontades... e por isso ficou o vazio... apenas o vazio.

Nem de propósito... acabei de ouvir um pequeno conselho... experimenta reler um livro que gostaste umas quatro vezes.

Então, tenho de trabalhar a paciência, resiliência, resistência, direcção, foco, disciplina... simplesmente por reler um livrinho mais umas vezes...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D