Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O melhor elogio!

por Pó de Arroz, em 03.10.19

Pressa! Muita pressa para regressar a casa. Um quase encontrão no meio da rua. Um sorriso e um elogio! Que boa energia! - gritou o rapaz! Fiquei de coração cheio. Realmente tenho me dedicado muito a esta história das boas energias e boas virações! Alguem que nunca me tinha visto e provavelmente nunca mais vou voltar a ver! Foi um bom reconhecimento e mais um sinal do Universo que finalmente estou no meu caminho!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tal como sou#3

por Pó de Arroz, em 22.08.19

As redes sociais são um mundo. Está sempre a acontecer algo. Existem redes sociais de todas as formas e feitios e é tão fácil começarmos a nos sentir completamente perdidos. Eis pois que é preciso estar bem conscientes de quem nós somos e do que nós queremos e nos faz sentido. A vida é uma caminhada constante e é tão fácil sentirmos-nos perdidos. 

Hoje no Youtube ouvi uma mensagem maravilhosa e tão simples... que se esquece facilmente...

Nós somos quem nós quisermos Ser. Nós temos a capacidade de desenvolver qualquer capacidade e especialidade que nos interesse. A armadilha da mente é nos compararmos a terceiros. O caminho correto é nos compararmos a nós próprios, momento a momento. Cada um cresce e se desenvolve ao seu tempo e ao seu ritmo. 

Gratidão pelos momentos tcharam! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tal como sou#2

por Pó de Arroz, em 20.08.19

Aceitar-me! 

Ser Eu própria sem medos nem receios!

Trazer tudo ao de cima e colocar cá para fora!

Agradecer e ser Feliz!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Caminho sem retorno

por Pó de Arroz, em 17.07.19

Depois que a viagem começa, é impossivel querer voltar para trás. A gratidão por ter consciencia da magia que nos envolve é doce e quente.

Hoje de manha, em jeito de desabafo reclamei com o Universo e a resposta ao meu pedido veio à hora do almoço. Assim, simples e sem rodeios. Grata Universo pelo Amor Divino e Infinito.

Um passinho de cada vez...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Espiritualidade

por Pó de Arroz, em 16.07.19

O caminho espiritual pode começar de diversas formas. Mas basicamente um dos processos, passa pelo auto-conhecimento, e num determinado momento, não temos como escapar... precisamos fazer o reconhecimento das nossas sombras... Termos a consciência daquilo que nos faz sofrer e  conseguirmos olhar de frente a dor. Todos os truques e artimanhas que construimos à nossa volta para nos proteger, vão ter de ser desconstruidos para seguirmos em frente. No meio deste processo intenso e profundo precisamos de estar muitas vezes sozinhos. O que nos vai tornar aos olhos de terceiros anti-sociais e antipáticos. Mas precisamos de nos manter calmos... isto é apenas uma fase e quando a nossa energia começar a vibrar com a nossa verdadeira essência, acredito que a nossa família de alma vai começar a ser atraída pelas vibrações que emanamos... Um passinho de cada vez... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Perguntas

por Pó de Arroz, em 24.04.19

Fazer perguntas é algo de que preciso implementar com mais frequência na minha vida.

É essencial para mim questionar, uma, duas, três vezes. Preciso questionar até me sentir satisfeita com a resposta.

Ir validando e analisando a resposta e se for necessário alterar. Dar a volta, refazer, até voltar a fazer sentido.

E não querer bloquear, estagnar, porque o que é hoje, pode não ser amanhã.

E está tudo bem. Chama-se evolução, crescimento, desenvolvimento.

A começar a ficar em PAZ!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alinhamento

por Pó de Arroz, em 02.04.19

A semana passada foi uma semana de encerramentos de algumas situações na minha vida.

Em simultâneo sentia uma necessidade muito grande de afirmações, ou melhor, de obter algumas certezas de forma a me sentir mais confortável e ter uma direcção para onde seguir. Estava cansada de ir para um lado qualquer. 

Na minha cabeça, existia sempre uma grande contradição. Deixar fluir e escolher um rumo. Não conseguia perceber como diferenciar estes dois pontos. 

Pedi ajuda ao Universo e ela veio na forma de um grande sorriso. Estou muito grata, por aquela hora no dia do 5º aniversário do meu pequenito. Foi como um abraço, um aconchego, a certeza de que estou a fazer o meu melhor e que tudo acontece de como deve acontecer.

Um alinhamento nos meus gostos, naquilo que me faz vibrar. Basta confiar e ter paciência. 

Sinto-me muitas vezes meio louca, que não encaixo onde estou e que tudo é uma ilusão. Tenho dias em que os conflitos interiores quase que me levam à beira do desespero e da depressão. Não tem sido fácil mas continuo na procura do caminho do que me faz feliz! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tal como sou

por Pó de Arroz, em 04.10.18

Sou como sou. Nem sempre me aceito e gosto do que faço e como reajo. Às vezes sinto-me a pior vítima e a pior pessoa. Outra vezes a melhor e mais fantástica. Quase sempre me culpo por achar que devo ser perfeita e equilibrada e nunca sentir nada disto. 

Mas estes últimos 4 anos... têm sido intensos. Uma verdadeira jornada de alma. Não tem sido uma viagem fácil. Uns dias sinto-me fresca e fofa... noutros pesada e horrível. Mas o mais fantástico disto tudo é e será sempre o caminho.

Ao longo destes quatro anos, aquilo que tem mudado e que tenho vindo a construir é o meu pensamento. A minha forma de olhar para o mundo e essencialmente para mim. 

Eu hoje escolho ser feliz. Viver pelo Amor. Ser Amor.

 

E depois as coisas vão encaixado umas nas outras. Vão fazendo sentido. O meu maior Dom é sem dúvidas o Amor. Demorei tempo em aceitar que esta minha capacidade em Amar era um Dom e não uma parvoíce. Mas hoje sinto que vou percebendo o caminho.

Aceito. Entrego. Acredito. Agradeço.

E tudo faz mais sentido!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Prioridades

por Pó de Arroz, em 29.06.18

Para a minha vida começar a fazer algum sentido comecei por definir prioridades. 

As principais sou EU, os meus FILHOS e a minha FAMÍLIA.

E só pelo simples facto de ter tomado consciência desta situação, tudo começou a fazer mais sentido.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Angustia

por Pó de Arroz, em 09.04.18

Porquê? Porque é que este sentimento não desaparece? Este aperto? Este sufoco? Só me apetece desistir. Desaparecer. Há dias e momentos que até respirar dói. Estou cansada de andar sem rumo. O que é que eu preciso fazer para avançar? Este sentimento de andar às voltas está-me a matar aos poucos... Universo, por favor, ajuda-me, actua na minha energia de modo a voltar a alinhar-me com o meu propósito, com o meu caminho... 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D