Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O fim de uma etapa

por Pó de Arroz, em 02.12.20

Pois é... Algumas coisas aconteceram por aqui...

Fico espantada comigo própria... porque ao olhar para trás vejo que trabalhei muito para conseguir mudar a minha consciência para um patamar mais elevado... e sinto que de alguma forma consegui atingir esse objectivo.

Na sexta-feira passada fui despedida. Alegam que com toda esta situação gerada pela pandemia, que aliada ao facto de as coisas já não estarem famosas desde o inicio do ano, que não têm condições em continuar a apostar nos projectos a que tinha sido alocada, pelo que iriam dispensar os meus serviços no final do ano. Largaram a bomba, despediram-se e pediram para esperar que os recursos humanos entrassem em contacto.

No momento fiquei sem ar... É claro que custa receber uma noticia destas... afinal foram 18 anos da minha vida associada a esta empresa. Mas analisando friamente esta situação... aquilo que me prendia a este trabalho era o salário ao fim do mês... É estranho aquilo que estou a sentir... sinto que fui liberta ao fim de 18 anos de prisão... e que agora, finalmente, posso escolher seguir pelo caminho que eu quiser. 

Parece-me que o mais difícil vai ser lidar com a minha família. As conversas vão todas dar ao mesmo sitio como se fosse o fim do mundo... começa também a pressão para que arranje um trabalho igual e nos mesmo moldes daquele em que ainda não saí...

Muito honestamente, não sei se quero seguir por aí... os meus interesses mudaram muito nestes últimos 18 anos. Compreendi e aprendi tanta coisa que só de pensar em me meter numa situação igual me dá calafrios e apertos no coração.

O meu maior medo é o de não conseguir seguir pelo meu caminho, aquele que faz cantar o meu coração... ou pior... o de não conseguir perceber o que é que o meu coração está a cantar e fazer alguma escolha errada... bem... agora que escrevo... percebo que aquilo que tenho medo é de ter de ouvir alguém a dizer : "Eu avisei-te"... e por isso todas as situações pelas quais tiver de passar são como uma espécie de castigo por não ter feito aquilo que queriam que eu fizesse...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aproveitar o dia

por Pó de Arroz, em 15.06.20

O Principezinho acordou com pesadelos e veio para o meio de nós durante a noite. Ontem oferecemos-lhe uns óculos de natação e têm servido de mote para brincadeiras e dar asas à sua imaginação. 

A Princesa já se arrasta com as tarefas escolares e as aulas síncronas. Hoje de manhã ela e vários colegas riam porque estavam todos de pijama e deitados na cama a assistir à aula de música! 

Vantagens do teletrabalho é conseguir adiantar o jantar à hora do almoço.

O Pai, que felizmente agora trabalha perto de casa e sai pelas 17h30... e quem sabe hoje ainda vamos conseguir dar um mergulho na praia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma nova realidade

por Pó de Arroz, em 17.04.20

Não me lembro se já comentei... mas estou a adorar estar a trabalhar em casa. Por aqui o maior desafio tem sido por ter os miúdos também sentados ao meu lado com as aulas virtuais. Preciso de dividir a atenção e a concentração dispersa-se um bocadinho. Mas ontem tive uma boa experiência. Planei as actividades do mais novo e organizei as da mais velha. As minhas também fiz uma listinha para me orientar. E o dia até correu bem e foi produtivo. Um pequeno truque foi não querer fazer tudo ao mesmo tempo. Quando ele esteve a fazer as actividades, estive a 100% com ele. Correu bem e ficámos os dois com a sensação de dever cumprido. Ela como está no 6º ano, já é um bocadinho mais autónoma. Precisou de um bocadinho de mais atenção para perceber como funcionava o Classroom, plataforma escolhida pela escola. Foi bom. Sinto que estamos no bom caminho. Acredito que para a semana já vamos ter alguma estabilidade e acima de tudo produtividade.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ponto de situação - Fev 2020

por Pó de Arroz, em 28.02.20

  • Falta 1 mês para o meu Principe fazer 6 anos. Como o tempo passa depressa. Em setembro já começa a escolaridade obrigatória.

  • Percebo que tenho muitas saudades de um bébé... confesso que estou com muita vontade de ter mais um... também gostava de adotar... ter uma casa cheia de filhos.

  • O meu rapaz mais velho tem um constragimento de saúde... que acaba por afetar os dois... estamos a aprender a lidar com a situação.

  • A Princesa já é uma jovem Princesa, cada vez mais crescida. Tenho um orgulho imenso dela, apesar de por vezes não o conseguir demosntrar muito bem... acho que exigo demasiada perfeição... 

  • Hoje o Pai de um Amigo do Coração está também a passar por uma prova da vida... sinto-me pequena por apenas poder enviar muita luz e amor para que tudo corra bem...

  • O meu Pai fez ontem 77 anos, e eu quase que me ia esquecendo... que vergonha...

  • Eu estou a cada dia a aprender a estar Presente e a viver o Presente.

  • O carro avariou... temos um orçamento de 1500€... eu e ele quase que não ganhamos isso por mês... ainda não sabemos o que fazer para ultrapassar esta questão...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Here we go again...

por Pó de Arroz, em 29.12.17

Há dois anos atrás a noticia das mudanças trouxe-me muitas angustias, medos, lágrimas. 

Hoje, apesar de ainda não estar oficializada já se sabe que vai voltar a acontecer.

Consegui ser transferida para uma nova empresa e um novo departamento, .. e agora penso... o quê??? Outra vez???

Percebo que aquilo que adiei à dois anos atrás deve estar a voltar muito brevemente para ter de voltar a decidir... dizem que o Karma até estar resolvido é chato como o caraças!!!! 

Pois bem! Hoje continuo a ter medo do amanha... das consequências das minhas decisões... mas consciente... a tentar seguir o caminho que preciso!

Aceito, entrego, confio e agradeço!

O que tiver de ser será! 

Só peço clareza, muita clareza!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como...

por Pó de Arroz, em 15.04.15

Hoje quando cheguei ao trabalho perguntaram-me se tinha visto a reportagem sobre as urgências dos hospitais. Eu disse que não e disseram para quando tivesse um bocadinho ir dar uma vista de olhos.

Confesso que ainda estou chocada, como é possível?

A que ponto a nós e a nossa sociedade estamos a chegar. Como é que estamos a abandonar os nossos pais e avós só porque tem mais idade? Não deveríamos amá-los mais e respeitá-los. Ter mais condições para que se sintam mais amados? 

Tudo se resume a números e não passamos de um número e os números apagam-se e alteram-se.

Só posso rezar a pedir soluções e luz para todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Depressão...

por Pó de Arroz, em 25.11.14

O que fazer quando alguém não aceita que não está bem... que não é normal o que está a acontecer... que às vezes basta um pequeno passo, um pequeno gesto para começar a melhorar...

 

Já não sei o que fazer, mas sei que o caminho que tudo está a tomar não está correcto...

 

Normalmente a depressão é mais visível quando dá para a tristeza e para chorar... mas não se manifesta igual em todas as pessoas... os sintomas podem ser diversos e por vezes dissimulados...

Já não se tem paciência para nada nem para ninguém... demasiada agressividade na relação com os outros... completamente inerte um dia inteiro em cima de um sofá... cheio de dores sempre...

 

Eu quero ajudar mas para isso preciso que aceitem a minha ajuda... quando a ajuda é recusada... o que fazer...

 

Sintomas da depressão:

  • Ansiedade
  • Sentimentos de culpa
  • Dores nas costas
  • Dores musculares
  • Fadiga e cansaço
  • Perda de interesse
  • Insónia
  • Falta de apetite
  • Tristeza e choro

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

As 4 Leis Espirituais na India

por Pó de Arroz, em 04.04.13

Encontrei neste blog estes 4 mandamentos que me fazem tanto sentido:

 

A primeira diz: “A pessoa que vem é a pessoa certa“.

Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

A segunda lei diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido“.

Nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

A terceira diz: “Toda vez que você iniciar é o momento certo“.

Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.

E a quarta e última afirma: “Quando algo termina, ele termina“.

Simplesmente assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência. Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Reembolso IRS

por Pó de Arroz, em 03.05.12

Ainda não veio... mas a fazer muita falta... aqui os tolinhos pagaram este ano pela primeira vez o IMI... como nunca mais se lembraram deste assunto (estiveram descansadinhos 10 anos) estavam completamente desprevenidos... e fez mossa... muita mossa...

 

Estou angustiada sem saber muito bem o que fazer....

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dias irritada

por Pó de Arroz, em 29.03.12

Hoje estou irritada.

 

Para renovar o Cartão Lisboa Viva, temos de fazer tudo como se fosse a primeira vez. Apppppreeee!

 

E paga lá tudo outra vez. E leva 10 dias que porque temos mais que fazer mas se pagares mais dinheiro podemos dar já amanhã. Ainda por cima queremos fotografias outra vez, porque somos uns chatos. E preencher os dados todos outra vez. Engraçado estes conceitos.

 

Mas vejo que não sou a única. alguém partilha da mesma opinião e vai até mais longe! Dá uma solução possível!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D